segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

RIACHUELO RN

"Em 1898, o povoado começava a se consolidar, mais precisamente, com a construção da capela em homenagem ao Sagrado Coração de Jesus, por iniciativa de Manuel Severiano de Macedo. Como tantos outros municípios, fundados em torno de uma Capela da Religião predominante na época. Hoje, vivemos outros tempos, onde a fé não se resume a uma só crença.

"Foi através da produção do algodão, da criação de gado e da fabricação de queijo que Riachuelo começou a progredir. No ano de 1943, passou a pertencer a São Paulo do Potengi, desmembrando-se no dia 20 de dezembro de 1963, pela Lei n° 3.018. Com a conquista de sua emancipação política, Riachuelo passou a ser um novo município potiguar."

Portanto, 20 de dezembro de 1963 é para Riachuelo uma data histórica, que deveria ser muito bem comemorada. A administração atual, no entanto, fez essa data passar desapercebida.
Ora, ao viajarmos pelo tempo, descobrimos que Riachuelo tem um passado, que começou em 1898, tendo o seu ponto culminante, de emancipação política, em 1963.

O atrativo de um Município é a sua história. Uma boa Administração deve preservar os prédios antigos, considerá-los como Patrimônio Cultural, para que as novas gerações conheçam a História de sua cidade, e se orgulhem da mesma.
Em Riachuelo, no entanto, não restam mais Prédios Históricos, graças à administração atual. Até há bem pouco tempo, havia o Mercado Público, que antes de ser Mercado era uma Capela, um Imóvel que jamais deveria ter sido demolido. Em seu lugar foi construída uma Praça pra lá de estranha: toda em piso de cerâmica, sem nenhum monumento, não tem sequer uma placa, que ninguém sabe para que foi feita. Teria sido para servir como praça de patinação? Mas os jovens de Riachuelo não têm nem emprego, quanto mais um par de Patins!


A Cidade tem ainda potencial para ser muito atrativa, mas não tem alguém, que esteja no poder público, com a mínima criatividade e inteligência para aproveitar o seu potencial.
Nossa cidade já foi uma grande produtora de algodão. Foi conhecida, em nível nacional, como a Terra do Queijo. Hoje, a fama do melhor queijo limita-se ao comércio local.
Trata-se de uma cidade muito bem localizada, por onde passa uma Rodovia Federal, a 304, que dá acesso a Mossoró e Fortaleza e, desse modo, poderia ser muito bem divulgada e conter atrativos turísticos.


Em Riachuelo temos uma Serra! a Serra da Formiga, local onde se pode ver paisagens deslumbrantes, e enxergar várias cidades circunvizinhas. Mas esse potencial também é esquecido. Aliás, essa comunidade é uma das que mais sofrem com a atual administração. Se no Centro da cidade falta água potável constantemente, imagine na Serra da Formiga e demais povoados!

O sítio do IBGE mostra dados atuais sobre a cidade (na verdade os dados são exaustivos) mas o que mais chama a atenção são os índices demográficos e de desenvolvimento social. Em Riachuelo há uma concentração de renda nas mãos de poucas pessoas, 25 habitantes ganham entre 10 a 20 salários mímimos, enquanto que 1.431 habitantes ganham até 01 (um) salário mínimo. E 2.330 pessoas não tem rendimento algum, ou seja, estão abaixo da linha de pobreza.
FONTE: RIACHUELO EM AÇÃO

CIDADE DE RIACHUELO -RN

RIAHUELO - RN


CORTADA PELA BR 304 - TRECHO NATAL MOSSORÓ

PREFEITO DE RIACHUELO É CASSADO

O prefeito de Riachuelo, Paulo Bernardo de Andrade Júnior, natural de Raichuelo-RN, nascido a 13 de fevereiro de 1956, filho de PAULO BERNARDO DE ANDRADE e de ALZIRA CÂMARA DE ANDRADE teve o seu mandato cassado na tarde desta quinta-feira (30/07/2009) pelo Tribunal Regional Eleitoral. Por quatro votos a três, a Corte decidiu que Paulo Bernardo e o seu vice, Cleudson de Azevedo Cruz, compraram votos nas eleições de 2008.

O relator do processo, juiz Roberto Guedes, teve entendimento contrário ao do Ministério Público Eleitoral e votou pela manutenção do prefeito no cargo. No entanto, quatro membros da Corte tiveram entendimento contrário e, por 4 a 3, foi decidido que o prefeito deverá deixar o cargo imediatamente.

Como Paulo Bernardo de Andrade obteve 61,03% dos votos válidos, o município será mais um no estado a ter eleição suplementar, desde que não haja recurso e a decisão seja alterada. Até o momento, São José de Campestre e Patu tiveram pleitos suplementares.

RIACUELO


O CLUBE

O Riachuelo Atlético Clube (RAC) foi fundado em 16 de agosto de 1948. Disputou o primeiro campeonato em 1950. A trajetória da equipe esteve ligada à Base Naval de Natal. No começo, os jogadores do RAC eram quase todos ligados à Marinha, quer como funcionários civis, ou militares. O próprio comando - dependendo do titular, dava maior ou menor ajuda ao clube. Quatro desses oficiais se destacaram como desportistas: os Comandantes Silveira Lobo, pai e filho, Capitão Kingsburry e o suboficial Antônio Pereira de Castro.

FUTEBOL

Ao longo dos 45 anos em que esteve em atividade com o futebol profissional, o Riachuelo formou boas equipes, algumas até fortes. A fase de ouro dos navais aconteceu quando o sub oficial Antônio P. de Castro era o "homem forte" do clube. Em 1967, por pouco o Riachuelo não se sagrou campeão, decidindo o título contra o América, empatando por 1 x 1. Resultado que deu o campeonato ao clube rubro.

Em 1994, o RAC pediu inscrição para disputar o Estadual daquele ano, porém na última hora desistiu. O clube notabilizou-se pela facilidade com que revelava craques, sendo os mais famosos, o ala esquerdo Marinho Chagas; o meia Ivo, com passagem pelo Flamengo; o ponta esquerda Garcia, que fez sucesso no Sport Recife; o centro-avante Aladim, ex-seleção potiguar e titular do São Cristóvão; o meia Pádua e o ponta direita Messias, ex-seleções do RN. Além de outros como Maia, Adalberto, Zé Maria, Clodoaldo e Guilherme.

CURIOSIDADES

*- Marinho Chagas começou ainda juvenil no Riachuelo em 1969, foi para o ABC levado por José Prudêncio, no começo de 1970, trocado por 10 pares de chuteiras.

*- Um fato curioso foi quando o árbitro da FNF, Omar Cunha, ao deixar o apito, no dia seguinte foi contratado para treinar o Riachuelo AC. Em ofício à Federação, o presidente da Junta Governativa do RAC, Francisco de Assis Muller comunicou a surpreendente contratação.

* - O RAC foi cinco vezes terceiro colocado do Campeonato Potiguar (1952, 56, 58, 60 e 65) e uma vez vice-campeão (1967).

* - O jogador que fez mais gols numa única partida no Machadão, foi o centro-avante Chiquinho das Araras, do Riachuelo, com seis gols numa goleada sobre o Atlético (8x1). Isso aconteceu no dia 28/02/1988, completando os gols Rômulo e João Maria, Mauro fazendo o do Rubro Negro.

* - Devidamente protocolado, o Riachuelo endereçou ofício 053/54 à FND, fazendo uma solicitação. Curioso é o despacho do presidente da entidade, João Machado, do próprio punho no alto do documento. Eis: "Pague a taxa respectiva e volte, querendo..."

* Ainda outro ofício do Riachuelo, dessa vez comunicando à federação que o seu goleiro Sansão, numa partida disputada no dia 11/03/1956 contra o Alecrim FC, havia deixado passar bolas consideradas defensáveis, não revelando qualquer intenção de evitar o gol adversário. Após o jogo, abordado por um diretor, teria dito que, "enfrentando outros adversários virava bicho, porém contra o Alecrim a história era outra". Por isso, a diretoria do clube comunicou o desligamento do jogador do seu elenco.

bibliografia: LOPES, Everaldo. Da Bola de Pito ao Apito Final. Natal, RN. Ed. do autor, 2006.

Quem sou eu

Minha foto
SOU APAIXONADO PELA LEITURA E TENHO A MANIA DE ESCREVER E DE PESQUISAR. AMO A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS, COMO TAMBÉM AMO AO MEU PRÓXIMO COMO AMO A MIM MESMO; SOU MUITO FELIZ PORQUE DESEJO FELICIDADE A TODAS AS PESSOAS, ATÉ MESMO AQUELAS QUE NÃO GOSTA DE MIM; SOU FELIZ PORQUE SOU UM BOM FILHO, BOM ESPOSO E BOM PAI.